escort 95 sapao

A GL podia vir tanto com o.6L quanto com o.8L de origem Volkswagen.
Baseado na III geração do Escort Europeu (Mk3 foi lançado para substituir o Corcel, mais específicamente.
Volkswagen e, ford na, américa Latina o Ford Escort ganhou como opção o motor da família AP da Volkswagen,.8L com 90 cavalos na versão putitas de slamanca gto Ghia e 99 cv no XR3, dando um desempenho muito mais interessante, principalmente na versão XR3, que ganhou novo.Era produzido exclusivamente na cor branca com rodas de aro 14" de aço pintadas de preto (seu desenho tinha um círculo maior e outro menor intercalados) cobertas pelas calotas brancas importadas diretamente da Alemanha (caríssimas, realmente custavam mais que as rodas de liga e eram.A versão L vinha com motor.6L.Mudou-se o Escort XR3, que ganhou vidros elétricos, três cavalos a mais de potência e perdeu os faróis de neblina no parachoque, permanecendo apenas os de milha na altura dos faróis principais.Ele era composto pela dianteira do nosso MK5,5 e a traseira do MK7, sendo o interior do MK5.Juntamente houve a série especial SuperSport conhecida por Benetton, cujos exemplares vinham na cor branca com frisos externos e nos bancos na cor verde, assim como o emblema traseiro, e foram os primeiros a vir com para-choques de plástico na cor do veículo, assim como.Ford Corcel, iI, a 2 geração do carro, representando o segmento de carros médios da Ford no Brasil.A primeira chegou ao mercado no segundo semestre de 1983 com as versões básica, L, GL, Ghia em 2 e 4 portas e XR3.Em 1987, o, ford, escort teve sua primeira reestilização, também baseada na matriz européia, com parachoques envolventes, ausência de grade frontal e lanternas traseiras lisas, além de novo interior.A segunda geração chegou em fins de 1992 já como linha 1993, nas versões L, GL, Ghia, XR3 e XR3 conversível.Sua carreira de 20 anos no Brasil chegava ao fim, e o Focus tomava definitivamente o seu lugar no segmento médio.Sobraram só as versões GL (equivalente à antiga L) e GLX com motor.8i e a nova versão Racer, com motor.0i, que tinha intenção de substituir o XR3, sem sucesso devido à extrema simplicidade, pois não havia mais os bancos Recaro, a frente.Em abril de 1985 surgia a versão XR3 conversível (cabriolet primeiro conversível nacional fabricado com o aval de uma grande fábrica (antes deste modelo apenas.Dentre os mais desejados, destacava-se o XR3, com seus defletores aerodinâmicos, rodas aro 14, teto solar e bancos esportivos, formando um visual muito moderno para a época.Ele era um Escort L com acabamento em tecido xadrez e detalhes como vidros verdes climatizados, pára-brisa laminado, desembaçador traseiro, volante do XR3, teto-solar, contorno lateral dos vidros em grafite, frisos vermelhos nos pára-choques e laterais, calotas, rádio toca-fitas, relógio digital e painel com conta-giros.A geração, mK2 foi produzida de 1975 a 1979, na versão, ghia.O câmbio veio.
Em resposta, outras fábricas lançaram o Volkswagen Gol GT (segue GTS, GTI, e GTI 16v Fiat Uno.5R (segue.6R.4 turbo) e Chevrolet Monza S/R (segue Chevrolet Kadett GS, GSI e Sport).
Utilize nossa galeria por uma semana (7 dias) e aumente seus contatos e vendas!



Mais tarde em 1991 nasce o modelo LX, basicamente um meio termo entre as versões GL e Ghia, usava o motor.6, era o mesmo motor CHT usado até 1989, só mudando a nomenclatura, por também estar sendo usado na linha Gol.
A partir daí, os motores CHT passaram a usar a nomenclatura "AE".


[L_RANDNUM-10-999]